Maranho Cardans

Postado dia terça, 12 de março de 2019 às 07h03

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, o presidente Jair Messias Bolsonaro anunciou algumas mudanças relativas ao código de trânsito, como aumento da validade da carteira de motorista, atualmente válida por cinco anos, passando a valor por dez anos.

Outra medida que chamou a atenção foi o anúncio de que o governo pretende acabar com as lombadas eletrônicas nas estradas do país. De acordo com o presidente, o fim das lombadas eletrônicas seria um meio de acabar com a indústria da multa.

“Há uma quantidade enorme de lombadas eletrônicas no Brasil. É quase impossível você viajar sem levar uma multa. E sabe, ou desconfia, que, no fundo, o objetivo não é diminuir acidentes”, afirmou o presidente.

De acordo com ele, o DNIT agia por interesse político antes de sua posse, e a instalação de milhares de lombadas eletrônicas por todo o Brasil visa arrecadação e não a redução de acidentes.

“Decisão nossa: não teremos mais nenhuma nova lombada eletrônica no Brasil. As que existem, quando forem perdendo a validade, não serão renovadas. […] Vale lembrar que o DNIT estava, até pouco tempo, na mão de partidos políticos. Isso acabou e esse departamento está, agora, voltado para trabalhar 100% em benefício dos condutores”.


Fonte: Blog do Caminhoneiro