Maranho Cardans

Postado dia terça, 25 de junho de 2019 às 09h02

Desde janeiro, o preço médio do diesel segue em alta nos postos de todo o Brasil, revela o levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Em maio, com o combustível vendido à média de R$ 3,822, o valor chegou a ser 5% maior que o registrado nas bombas semanas antes da crise de combustíveis que afetou o País, em 2018. No mesmo período do ano passado, o litro apresentava a média de R$ 3,65.

“Mesmo diante das medidas de manutenção nos valores nas bombas, no último mês, o diesel registrou o maior preço médio dos últimos 12 meses. Ainda que a variação de abril para maio tenha sido de 1,8%, o valor médio do último mês só perde para os R$ 3,91, registrados no ano passado, durante o pico da crise de abastecimento”, comenta o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasi l, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

Em maio, na Região Norte, o valor médio ultrapassou os R$ 4, e foi o litro mais caro de todo o Brasil: R$ 4,027. A diferença chega a 11%, quando o preço é comparado à média dos postos da Região Sul, R$ 3,586.

As Regiões Sul e Sudeste seguem com os menores preços, médias de R$ 3,586 e R$ 3,699, respectivamente. O Paraná destaca-se com o menor valor do litro, vendido a R$ 3,399. No Nordeste e no Centro-Oeste, o preço médio do combustível avançou 2%, no comparativo com abril, comercializado a R$ 3,833 e R$ 3,888, respectivamente.

Além da variação por Estado, o IPTL também apresenta o preço médio do diesel em diferentes trechos das principais rodovias brasile iras. Na Fernão Dias, o veículo que sair de São Paulo e for abastecido no trecho de Minas Gerais encontra um valor 4% mais caro. O mesmo acontece na Rodovia Presidente Dutra, de São Paulo ao Rio de Janeiro, onde o motorista encontra um aumento de 3,9% no preço do diesel.

Diesel S-10

Assim como o tipo de combustível comum, o diesel S-10 ficou 4% mais caro para os motoristas nos últimos 12 meses. Em maio, com o preço médio de R$ 3,891, o valor só é menor que os R$ 3,97 registrados no ano passado, durante o pico da crise de abastecimento. Na análise do último mês, a menor variação ocorreu nas bombas da Região Norte, com média de 1,9% e o litro vendido a R$ 4,064. A Região Sul, mesmo com o aumento de 2,7%, segue com o menor valor da média nacional: R$ 3,661. Já nas Regiões Sudes te, Centro-Oeste e Nordeste, a variação média foi de 2%.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que traz grande índice de acerto, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Fonte: Blog do Caminhoneiro